Da próxima vez eu me mando

Eu fiquei uma porção de tempo tentando ser “legal e maduro”, “uma presença leve e agradável” — porque eu tô ainda muito inseguro de mim mesmo, e não acreditando absolutamente que alguém possa me curtir bem assim como eu sou.
(Caio Fernando Abreu - Carta a Vera Antoun)
Ciumes sim! 
Desculpe o Auê

Eu não queria magoar você
Foi ciúme sim
Fiz greve de fome
Guerrilhas, motins
Perdi a cabeça
Esqueça!
Ai! Ai! Ai! Ai!
Oh! No!...

Desculpe o Auê
Eu não queria magoar você
Foi ciúme sim
Fiz greve de fome
Guerrilhas, motins
Perdi a cabeça
Esqueça!
Ah! Aaaaah!...
Da próxima vez eu me mando
Que se dane meu jeito inseguro
Nosso amor vale tanto
Por você vou roubar
Os anéis de Saturno...
On! On!
Naná! Naná! Hiá
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!...(2x)
Xá! Xá! Uha! Uha!
Xá! Xalalá

Elysium - apenas o retrato da nossa sociedade.

Não é bem um critica ou um resumo e muito menos um filme, é apenas o retrato da nossa sociedade.
Sinopse - Elysium
Em 2159, o mundo é dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, pobre, vive na Terra, repleta de pessoas e em grande decadência. Por um lado, a secretária do governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de Elysium, por outro, um pobre cidadão da Terra (Matt Damon) tenta um plano ousado para trazer de volta a igualdade entre as pessoas.

Vendo o lixão que a Terra estava virando, os humanos criaram um satélite artificial onde poderiam viver em paz com seus gramados perfeitos, rodeados de pessoas lindas e, principalmente, saudáveis. Porém, este paraíso que dá nome ao filme tem seu preço e nem todos podem pagá-lo. Toda uma população fica na Terra, sofrendo dia após dia nas mãos dos endinheirados que controlam as fábricas e seus robôs de diretrizes quase nazistas. 
Olhar para aquele favelão latino que virou Los Angeles no filme é como espiar para além do muro dos condomínios de luxo que vemos hoje em muitas das cidades do Brasil e, claro, em outros países onde a distribuição de renda é desequilibrada. - Desabafo! 
A imagem acima é um momento emocionante do filme, apesar de ser um filme de gênero ação, o romantismo e a sensibilidade tomou conta dessa historia e claro o amor decidiu o filme.  
Beijos da Jaque

"Amor Amarelo"

Entre todas as coisa que escrevo, o que realmente me toca, é falar sobre os relacionamentos, sobre os encantos dos meus amores real ou os meus amores imaginários. "Inventar amor" como diz o poeta Cazuza "é viver"! É enxergar as cores do mundo, e hoje você vai conhecer o "Amor Amarelo", como a nossa atriz Carolina Ferraz. 
Aproveite e se apaixone também! Beijos da Jaque
video



Muito e Intenso

E depois de muito resistir, ela cansou. Sentou no sofá olhando para o teto e pensou :
Eu não irei contestar, nem reclamar. Dessa vez não! Já que é amor que seja firme e forte. Que venha com tudo , muito e intenso.


Uma visita inesperada: Dona Esperança

- Seja bem vida Esperança e o que você me conta?
Nesse momento um silêncio invadiu a cozinha e meu coração parou de palpitar, mas ainda sim minha mente borbulhava ideias da provável resposta da Dona Esperança, que disse: 
Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

- Hahahah Dona Esperança! Você vem me pedir mais paciência. Mais calma. Meu Deus! Você nunca morre, mas deveria saber que eu sou uma mortal. 

(Momento revolta)

Mas mesmo, eu reclamando e passando horas e horas questionando a Dona Esperança, eu resolvi deixa-la ficar, quem sabe assim conseguirei ser imortal também. 
E a unica coisa que mudou de ontem para hoje foi que meus pensamentos não estão me esmagando. 
Consciência limpa.
 Um mês de  setembro diferente, em que a esperança está me visitando. E de repente eu não preciso ser a minha própria companhia. A esperança veio e eu deixei ela morar aqui dentro de mim. Mais só deixei ela morar aqui por um motivo: ela está esperando a chegada de uns filhos que se chama: dias melhores,  atitude e verdade. 

Beijos da Jaque

Conhecendo minhas fragilidades.


Só eu sei onde a pedra do meu sapato aperta.
Só eu sei onde está minha fragilidade.
Só  eu sei onde está a trinca que precisa de reforço.
Se eu não ser honesta comigo mesmo. E fingir que não vejo, negar os próprios sentimentos e fingir que eu não sei, ou adiar isso para outro dia qualquer, eu nunca chegarei em um resultado.
Vamos ser  honestos com a gente mesmo.
Vamos tirar essa miséria do nosso processo de vida.
Vamos conhecer a nossas fraquezas e só assim poderemos enfrenta-las de frente.
É claro que vai doer e novamente vamos ver essa ferida sangrar.
E só depois que ela sangrar  e sangrar é que a nossa cicatriz vai ser fechada, com muita honestidade.
Porque a verdade dói, mas a mentira mata.



Quando o AMOR chega. Eu não sei o que fazer e nem o que falar.

Você sabe que é amor quando ele te transborda. Não é se sentir completa, é se sentir plena. 
Ser amada por alguém é saber que mesmo no meio da tempestade. A calmaria vem. É como se o coração tivesse a certeza, que tudo irá passar. Se sentir amada é ter duas opiniões diferente, mas essas opiniões não se conflitam, porque sabem que tem o mesmo objetivos. Amar é ter companheirismo. É poder falar dos seus sentimentos, do que tu vive, sem medo de ser rejeitada. Viver em companheirismo é também é saber admitir que o outro fala besteiras, que nós magoa. Mas que também somos imperfeitos e  magoamos o outro, mesmo sem perceber. Quem vive amando alguém sabe, que naturalmente, ouvimos o outro com mais carinho e falamos com mas cautela. Amar é um estranho desejo louco de ficar a tarde inteira se olhando, se olhando, se olhando, se olhando... Ser amada é sentir o cheiro do amor, é deduzir eternidade, de quem é capaz de ler nossos sorrisos e olhares que brilham tão cheios de coragem pra caminhar por qualquer estrada, desde que o destino seja o ‘pra sempre’.
E finalmente ficamos esperando e planejando a vida toda pelo o nosso grande amor, e quando ele chega, ainda não tem nada preparado. Ainda não tem nada certo. Ainda não sabemos ao certo o que fazer e o que falar. 
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Texto inspirado em um coração apertado. Que se conforta nas palavras da http://layzcostta.blogspot.com.br/Espero que tenham gostado. Vamos que vamos, porque setembro é díficl mesmo!